Colaboradores

Adriana Castelo Branco, especial para o Mulheres50mais

ADRIANA CASTELO BRANCO, 51 anos, é solteira e tem uma filha de 4 anos. É consultora da área de Comunicação Institucional da Oi, onde trabalha há 11 anos. Antes de entrar no mundo corporativo, trabalhou 21 anos em redação, com passagem pelo Jornal do Brasil , O Dia e O Globo, fazendo reportagens para a editoria Rio, revistas JB e o Globo e caderno Ela, sempre com foco em comportamento. Pós- graduada em Gestão Estratégica da Comunicação, fez assessoria de imprensa para o Oi Futuro e hoje é responsável pelo atendimento no Núcleo de Negócios e pelos eventos da área de marketing, varejo e institucionais, cuidando da gestão financeira e da avaliação de contratos relacionados à mídia. Adora viajar, ler e, principalmente, conviver com amigos, não necessariamente nessa ordem.

Ana Paula Cardoso, especial para Mulheres50mais

Jornalista carioca, deixou o Rio em 2014 para viver na França. Assina o blog ‘Ela – Paris’ no site do jornal O Globo e também é titular da coluna sobre a Europa, no Caderno Boa Viagem. No Rio de Janeiro, trabalhou para diversas editorias, como Economia e Esportes. Em Paris, especializou-se em comportamento e hoje está à frente da editoria de Sexo e Relacionamento de uma versão em português da revista francesa Journel des Femmes - www.arevistadamulher.com.br - e tem uma coluna semanal sobre sexo no site O Masculino.

Cátia Moraes, especial para Mulheres50mais

Cátia Moraes é jornalista e escritora, autora de quatro livros-reportagem, professora-oficinista sobre a escrita, devotada à arte de escrever e apaixonada, particularmente, pelo gênero que capta o que há de mais espontâneo no ser humano, em seu cotidiano: a crônica.

Claudia Silva Jacobs

Casada com Paul, um belga prá lá de carioca há quase 17 anos, temos a tarefa de cuidar de Francisco, de 12, e Joaquim, de 10 anos. Aos 50 anos, jornalista com 30 anos de profissão, passei por vários jornais cariocas, como o Jornal dos Sports, O Globo, O Dia e Jornal do Brasil, além da BBC Brasil, em Londres, onde fique por quase sete anos. De volta ao Brasil, nos últimos anos fui Coordenadora de Comunicação da Riotur, responsável pela produção impressa e digital, entre outras tarefas. No momento, além dos últimos meses do MBA em Marketing Digital na FGV, que anda tirando meu sono, sou editora do site carnavalesamba.rio e escrevo sobre inclusão no Projeto #Colabora, onde também trabalho na elaboração de projetos especiais. Ah, sempre encontro um tempinho para elaborar o site cidadaoautista.rio, em breve no ar!

Cristina Fortes, especial para Mulheres50mais

Cristina Fortes é uma profissional com mais de 20 anos de experiência na área de Desenvolvimento Humano com graduação em Psicologia pela UFRJ e Pós Graduação em Educação e Desenvolvimento de Recursos Humanos pela UFRJ. Possui certificação internacional em Coaching pela Erickson College– Canadá e ampla experiência executiva tendo ocupado posições de liderança na área de Recursos Humanos em multinacionais e em empresa de consultoria. Há 12 anos, trabalha na Lee Hecht Harrison, consultoria global de Recursos Humanos, atuando como Consultora Sênior, com especialidade nas áreas de Transição de Carreira, Coaching, Gestão da Mudança e Mentoria, tendo assessorado diversos executivos oriundos de diferentes segmentos.

Deborah Berlinck, especial para Mulheres50mais

Deborah Berlinck é jornalista e já atuou em mais de 30 países, inclusive em zonas de conflito, como Bósnia e Líbia. Foi correspondente internacional do Globo na Europa por mais de duas décadas e colaboradora da Folha de S.Paulo. Carioca, mora em Genebra, mas voltou à sua cidade natal para assumir um cargo de gerência nos Jogos Rio2016. Integra a Enablers Network, uma rede global de profissionais que ajuda executivos de grandes empresas a se adaptarem à revolução tecnológica no mundo dos negócios. Graduada em Jornalismo, tem mestrado em Relações Internacionais em Genebra e está concluindo uma especialização em marketing digital.

Denise Assis

Mineira de Santos Dumont, dias depois de se formar, veio para o Rio com um único pensamento: conseguir um lugar no mercado de jornalista. Pois está nele há 40 anos. Fez de tudo um pouco na profissão. De cobertura de TV a redação de Esporte, passando por reportagens de cidade, economia, política e assessorias de imprensa. Pertenceu aos principais veículos de comunicação, como Manchete, O Globo, Jornal do Brasil, Veja, Isto É e Jornal O Dia, onde recebeu o prêmio Ayrton Senna de Jornalismo, pela edição de um caderno sobre Educação. É autora de livros, entre eles o "Propaganda e cinema a Serviço do Golpe", pelo qual foi homenageada com “Moção Honrosa” na Câmara dos Vereadores do Rio. Participou com quatro textos da coletânea “Resistência ao Golpe 2016”, livro lançado no calor dos acontecimentos, em julho do ano passado. Foi assessora da presidência do BNDES, pesquisadora da Comissão Nacional da Verdade e assessora/pesquisadora da Comissão da Verdade do Rio (CEV-Rio), onde coordenou os trabalhos que culminaram na elucidação da explosão da bomba da OAB. Para desanuviar a cabeça ouve clássicos e MPB, toma um chopinho com os amigos e vai ao cinema e exposições. Gosta do mar, mas mantém dele uma distância típica de quem o respeita e admira. Praia, em geral, só fora do Rio.

Eliane Azevedo

Eliane Azevedo é jornalista e trabalhou nas principais redações do país como repórter e em cargos de chefia. Nos últimos anos, vem atuando em empresas e agências de comunicação nas áreas corporativa, gerenciamento de crises e gestão de mídias digitais. É autora de livros institucionais e também ghost writer. Tem 53 anos e vai demorar muito tempo para se aposentar...

Everton Silvalima

Everton Silvalima, 47, mora no Rio, mas é natural de Nova Iguaçu (RJ), cidade que frequenta sempre que vai visitar a família. Formado, em 1992, em Comunicação Social pela extinta Universidade Gama Filho, começou a trabalhar como estagiário na redação do jornal O Dia em 1989, quando as matérias ainda eram escritas em laudas e batidas em máquinas de escrever. Pós-graduado em Comunicação e Imagem pela PUC-Rio, em 1996, onde realizou monografia sobre a obra Menino de Engenho, de José Lins do Rêgo, lançou-se no desafio de estudar Cinema na UFF ainda na década de 1990, empreitada que garante terminar um dia. Desde 1995, trabalha em assessorias de imprensa de órgãos públicos. Apaixonado por samba, é Imperiano de Fé, adora Dona Ivone Lara e passa boa parte do ano esperando o Carnaval chegar.

Fernanda da Escóssia, especial para Mulheres50mais

Fernanda da Escóssia, 44, é jornalista e professora da UFRJ e do IBMEC/Rio, onde leciona as disciplinas de Redação Jornalística, Jornalismo Político e Ética. Potiguar, cresceu em Fortaleza, no Ceará, e formou-se em jornalismo na Universidade Federal do Ceará. No Rio há mais de 20 anos, foi repórter da Folha de S.Paulo, repórter, subeditora e editora de Política do Globo. Hoje escreve para a BBC Brasil sobre direitos humanos. É mestra em Comunicação pela UFRJ e cursa doutorado em História, Política e Bens Culturais no CPDOC, da Fundação Getulio Vargas. Casada com um carioca, é mãe de dois carioquinhas. Mantém no facebook a comunidade Tempo para Viver, sobre prevenção ao câncer de mama.

Liara Avellar

Liara Avellar, é jornalista, tem 54 anos, viúva e tem uma filha de 17. É Coordenadora de Programação das Rádios MEC AM e FM, no Rio de Janeiro, onde trabalha há mais de 30 anos, tendo exercido diversas funções. É debatedora também do Programa Painel da Manhã, na Rádio Roquette-Pinto. Atuou como Coordenadora de Conteúdo do Portal do Voluntário e foi consultora do Projeto Amigos da Escola, na TV Globo. Deu aulas no curso de Radialismo da ECO/UFRJ e na UniverCidade. Atualmente faz o Mestrado Profissional da ECO, em Criação e Produção de Conteúdos Digitais. Adora trabalhar com jovens, viajar, ler, jogar conversa fora com os amigos e amigas. E está sempre em busca de novas experiências pessoais e profissionais.

Luciana Medeiros, especial para Mulheres50mais

Luciana Medeiros, 55, carioca, jornalista formada pela PUC, foi repórter, editora, apresentadora em rádios (MEC e JB), trabalhou no jornal O Globo, em revistas e internet — hoje editando site, e muito contentinha. Fez e faz assessoria de imprensa na área cultural. Em outra encarnação profissional foi cantora. Escreveu dois livros em parceria com João Luiz Sampaio (as biografias do violoncelista Antonio Meneses e da pianista Guiomar Novaes) e organizou/editou o livro "Cronistas falam de superação". É idealizadora e coordenadora do site Tutti Clássicos. Tem uma filha espetacular. Tem os melhores amigos do mundo. Tem vontade de escrever ficção, mas não se considera capaz. Não tem mais linfoma, não, senhores. E assim pretende permanecer.

Luciana Sabino, especial para Mulheres50mais

Luciana Sabino é graduada em Educação, especializou-se em Planejamento Estratégico e Gestão da Qualidade Total. Funcionária do Estado do Rio de 1982 a 2013, foi gerente de Recursos Humanos da Imprensa Oficial e assessora de Qualidade do Serviço Geológico do Estado. Atuou como examinadora do Prêmio Nacional da Qualidade e avaliadora e instrutora do Prêmio Qualidade Rio. Paralelamente, ao trabalho no setor público, manteve um atelier de decoração e mosaico, por seis anos, onde dava vazão aos seus dons artísticos.

Lucila Soares, especial para Mulheres50mais

Lucila Soares é carioca, nascida em 1958. Antes de escolher o jornalismo, profissão que exerce há 30 anos, quis ser arquiteta. Chegou a cursar Arquitetura por três anos, mas descobriu gostar muito mais da máquina de escrever do que da prancheta. Começou como jornalista no Indicador Rural e, mais tarde, trabalhou em O Globo (na editoria de Economia e como correspondente em Buenos Aires), Jornal do Brasil, Extra (fez parte da equipe que fundou o jornal) e Veja. Foi assessora-chefe da Firjan e atualmente é coordenadora de imprensa do BNDES. Em 2007, adotou João. E descobriu que existem questões muito mais desafiadoras (e prazerosas) do que aquelas com que sempre lidou nas redações.

Maria Emilia Algebaile, especial para o Mulheres50mais

Maria Emilia Algebaile, 58, carioca, é mãe de Joana, Isabel e Fernanda e avó de Filó, uma formosura. Formada em Letras (UEVA), com pós-graduação em Teoria Literária (UFRJ), Especialização em Políticas Públicas (EPPG-UFRJ), Especialização em Jornalismo de Políticas Sociais (ECO-UFRJ) e Mestrado em Educação (UFF), foi Professora de Políticas Públicas na Universidade Estácio de Sá e Assessora Técnico-Parlamentar na CMRJ por quase trinta anos. Desenvolve, hoje, projetos na área cultural, com ênfase na literatura como Coordenadora do Coletivo Multiartístico Caneta, Lente e Pincel, membro da confraria literária Os Quinze, colaboradora da plataforma Yeerida, criadora da Bibliothèque Enfant-Brésil de Montpellier, uma biblioteca de literatura brasileira infanto-juvenil em Montpellier, na França, entre outras participações. Autora dos livros “Mulheres que correm com as baratas” (2011), “Fratura Exposta” (2013) e “Outros Sentidos”(2016), participa também de diversas antologias de poesia, contos e crônicas.

Paulo Oliveira, especial para Mulheres50mais

Paulo Oliveira, 54 anos, é jornalista há 35. Atualmente, edita as diferentes plataformas do projeto Meus Sertões, que consiste em retratar as cidades e personagens do semiárido brasileiro, a partir de Queimadas (BA), de onde partiram as expedições do Exército que arrasaram Belo Monte — cidade criada por Antônio Conselheiro. Suas fotos, textos, vídeos e reportagens são publicadas no site Meus Sertões, no Instagram, no Facebook e no You Tube. Paulo trabalhou nas principais redações do Brasil e ganhou prêmios como Vladimir Herzog de Direitos Humanos e Fenaj.

Paulo Thiago de Mello, especial para Mulheres50mais

Paulo Thiago de Mello é jornalista e doutor em Antropologia. É co-autor do livro “Memória Afetiva do Botequim Carioca” (2015). Pesquisador associado ao Laboratório de Etnografia Metropolitana (LeMetro), do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (IFCS), da UFRJ, coordenado pelo prof. Dr. Marco Antonio da Silva Mello; e ao INCT-InEAC (Instituto Nacional de Estudos Comparados em Administração Institucional de Conflitos), sediado na Universidade Federal Fluminense (UFF), coordenado pelo prof. Dr. Roberto Kant de Lima.

Rita Fernandes

Jornalista pela Facha, economista pela UERJ, com especialização em Marketing pelo IAG – Master pela PUC RJ e cursando o Mestrado Profissional em Bens Culturais da Fundação Getúlio Vargas - FGV, tem grande vivência na área de comunicação corporativa, por onde tem estado nos últimos 20 anos. Está à frente da Sebastiana, Associação de Blocos de Rua, desde 2004, entidade da qual é uma das fundadoras. É fundadora também do bloco carnavalesco Imprensa Que Eu Gamo. Foi repórter da Folha de São Paulo na sucursal do Rio e diretora executiva de grandes agências de Comunicação. Hoje está em carreira solo, com sua consultoria, sua empresa e tornou-se, entre outras coisas, consultora da Globo News para os temas de carnaval. Tem dois filhos absolutamente maravilhosos, Lucas, 26, e João Pedro, 13, um neto fofo, Arthur, 2, e vários casamentos muito bem sucedidos. Mineira, nascida em Juiz de Fora, adotou o Rio de Janeiro como sua cidade nesta encarnação. Dela não sai e por ela vai lutar sempre que preciso.

Rosane Serro, especial para Mulheres50mais

Jornalista há 31 anos, Rosane Serro é Publisher do website Mulheres do Mundo, voltado para mulheres que viajam sozinhas. Mestre em Comunicação e Cultura (UFRJ) e com Pós-Graduação em Cinema Documentário (FGV-Rio), é flâneuse, usuária de teletransporte e só escreve porque senão definha e morre. Já cobriu mercado financeiro, mineração, informática, economia e petróleo, mas se completava estudando teatro, dramaturgia e cinema. Aos 29 anos lançou seu primeiro livro de poesias ("Quarenta processos", Ed. Sette Letras), mas até os 90 quer escrever outros, fazer museologia, morar em Cuba, no Laos e em Moçambique e fazer do Brasil um país de verdade.